A cultura é uma ciência difícil de definir com exatidão. O dicionário define cultura como um conjunto de conhecimentos adquiridos; conjuntos de hábitos sociais ou religiosos que definem um povo.

Bem, entre nós a equipe da Revista RET a cultura abrange diversos aspectos, e quando se insere a popularidade dessa cultura as definições são mais vastas. Em um bate papo entre os integrantes da RET, surgiram diversos conceitos sobre o que a cultura pop particularmente representa.

A Carol (jornalista e mãe do nosso estagiário Miguel), afirma que a cultura pop exerce uma influência na vida dela que ela reconhece até hoje: “Minha principal influenciadora foi minha irmã mais velha, a Dani. O e-mail dela era danicobain@… porque ela era/é fã do Kurt Cobain. Seja nas boybands, como os maravilhosos Backstreet Boys, ou nas séries mais fofas da época, Gilmore Girls e The O.C, lá em casa sempre consumimos esse tipo de cultura.”

A Letícia (jornalista e maravilhosa) usa Anitta como exemplo de definição: “A cantora Anitta, a maior artista em expansão no Brasil, para mim, é pop! Se existe algo produzido por brasileiros e consumido por brasileiros, isso é pop. Para a minha mãe o Papa possui essa definição, apesar de não ser brasileiro”.

via GIPHY

Seria impossível não falar de funk quando o assunto é cultura pop. O aumento de Mc’s que a indústria musical brasileira tem trazido à vida desde 2010 (quando o cenário do Funk passou por uma repaginada), é impressionante. A Evelyn (jornalista e deboísta) ressalta o destaque do estilo musical e de tantas outras intervenções culturais: “Aqui no Brasil podemos considerar o funk como parte da cultura pop, porque é o estilo musical que está mais em alta. Também temos o carnaval, as festas juninas, o futebol e tantas outras coisas”.

Diferente do que se imagina, nem todo mundo tem o hábito de pensar sobre a cultura que consome. A Paloma (jornalista e potterhead) diz que só se deu conta do que é a cultura pop quando passou a refletir sobre o tema: “Outro dia parei pra pensar o que é a tal da cultura pop. Parecia algo tão distante de mim. Mas bastou uns minutos de reflexão pra perceber que tudo que consumo faz parte dessa cultura. E quando falo de pop, não falo só de música. Nem tudo que arrasta multidões. Na real, a cultura pop é o seu jeito de enxergar e lidar com o mundo. Quer um exemplo? Ser geek é algo pop demais, mas essa palavra carrega vários estereótipos. É comum achar que geek e nerd são sinônimos, e nerd traz toda uma carga negativa (não para mim, mas para muitas pessoas)”.

Não importa se você curte mais Stranger Things ou Dark, se você assiste mais Netflix do que Hulu, se você pira mais com hip hop ou sertanejo. Tudo que consumimos nessa era louca em que tudo é tão Black Mirror é cultura pop pra caramba!

Porque a cultura pop deixou há muito tempo de ser segmentada, fazendo valer o termo “popular”. Do metaleiro ao funkeiro, Game of Thrones a Liga da Justiça, de Lady Gaga a Raça Negra, dos grafites do Kobra aos memes da Nazaré Confusa.Tudo Is the new pop.

Editorial

Author Editorial

More posts by Editorial

Leave a Reply