Artistas ganham suas versões no desenho da Turma da Mônica; Iniciativa da Mauricio de Sousa Produções enaltece mulheres talentosas como forma de empoderar meninas

Quando falamos em ‘empoderamento’, conseguimos visualizar jovens e mulheres adultas como protagonistas deste movimento, e acabamos excluindo nossas meninas que muitas vezes estão na fase de pré-escola ou entrando na pré-adolescência.

O movimento de empoderamento feminino é uma consequência das conquistas que as mulheres vêm alcançando nos últimos anos, mas ainda é um movimento que precisa constantemente ser estimulado e incentivado em seus diversos fronts de atuação.

Pensando em questões como esta, a maior produtora nacional de conteúdo infantil, Mauricio de Sousa Produções, lançou um projeto interativo, educativo e divertido nas plataformas digitais.

Para quem acha que a Mônica ganhou seu empoderamento apenas nas edições da Turma da Mônica Jovem, se engana! Em 1963 a personagem estreou na tirinha do Cebolinha (publicada no jornal Folha da Manhã, atual Folha de S. Paulo) mostrando para o que veio.

Desde o início ela mostra que as mulheres podem ter seu espaço e não precisam se encaixar em padrões de beleza para serem aceitas. Pensando no empoderamento da nova geração de meninas, o projeto Donas da Rua nasceu para trabalhar conceitos como a autoestima e seus direitos a oportunidades em um site colaborativo, onde elas podem enviar suas histórias, contando o que as fazem sentir-se como donas da rua.

Este mês o projeto amplia as homenagens a mulheres talentosas e pioneiras em suas áreas de atuação no meio artístico, e homenageiam as artistas Marina Abramović, Tarsila do Amaral e Yayoi Kusama.

A primeira personalidade homenageada, Marina Abramović, é uma artista performativa reconhecida mundialmente por sua originalidade ao explorar as relações entre o artista e a plateia, os limites do corpo e as possibilidades da mente. Participa também a brasileira Tarsila do Amaral, uma das figuras centrais da primeira fase do movimento modernista no Brasil. Seu quadro Abaporu, de 1928, hoje é um dos mais valiosos do mundo.

A primeira personalidade homenageada, Marina Abramović, é uma artista performativa reconhecida mundialmente por sua originalidade ao explorar as relações entre o artista e a plateia, os limites do corpo e as possibilidades da mente. Participa também a brasileira Tarsila do Amaral, uma das figuras centrais da primeira fase do movimento modernista no Brasil. Seu quadro Abaporu, de 1928, hoje é um dos mais valiosos do mundo.

A artista plástica e escritora japonesa Yayoi Kusama é a terceira homenageada. Seu trabalho é uma mistura de diversas artes, como colagens, pinturas, esculturas, arte performática e instalações ambientais. Muitos de seus trabalhos levam uma característica que se tornou a marca da artista: a obsessão por pontos e bolas.

Além de ganharem uma biografia na plataforma do projeto, as artistas foram desenhadas e tiveram suas versões como personagens da Turma da Mônica. Os perfis das três personalidades femininas já estão disponíveis no site do projeto 

Além do projeto, a Mauricio de Sousa Produções é signatária dos Princípios de Empoderamento das Mulheres da ONU — uma iniciativa da ONU Mulheres e do Pacto Global, que orienta o setor privado na promoção da Igualdade de Gênero no ambiente de trabalho, mercado e comunidade.

Evelyn Rachid

Author Evelyn Rachid

Evelyn desde 1996 e Rachid desde 2010. Estudante de Jornalismo, que também quer ser artista plástica. Natural de Belém do Para, também é mineira, brasiliense, pernambucana e, atualmente, paulistana. Adora frio, sorvete, Frédéric Chopin, abraços apertados e sorrisos. Deboísta, arretada e louca. Não entende nada de signos. Ama falar sobre música, cinema e literatura.

More posts by Evelyn Rachid

Leave a Reply